Semente Planaltina

Este blog é destinado aos educandos do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia do IFB,
para a divulgação dos conteúdos das aulas; trabalhos, textos e ações desenvolvidas nas
atividades de ensino, pesquisa e extensão. Também serão publicados textos relacionados
à sustentabilidade planetária.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Aumenta procura por cursos, mais de 450 fazem vestibular

Aumenta procura por cursos, mais de 450 fazem vestibular


O IFB divulgou na noite de segunda-feira, 22, o gabarito preliminar do vestibular 2011/01. Na quarta-feira, 24, e na quinta-feira, 25, os candidatos que prestaram as provas poderão interpor recursos, conforme orientações do edital de seleção. Cerca de 450 concorrentes fizeram as provas, concorrendo a vagas nos cursos de Licenciatura em Dança, Tecnologia em Agroecologia e Técnico Integrado em Agropecuária.

O processo seletivo ocorreu na Universidade de Brasília e na cidade de Posse, em Goiás. De acordo com informações divulgadas pela Comissão de Seleção, a realização de provas no cidade goiana atende uma região com 11 municípios de vocação agrícola e que, “historicamente enviam alunos para o Campus Planaltina”, o antigo Colégio Agrícola. Para atender a essa demanda e aplicar o exame nesse local, o IFB firmou parceria com a administração municipal de Posse.

Avanço

A presidente da Comissão de Processo Seletivo, Camila Fasolo, afirma que o Instituto - de apenas dois anos - tem crescido. Ela compara os números: “No semestre passado foram 115 inscritos para a Licenciatura em Dança e 56 para o Tecnólogo em Agroecologia, o que resultou, em relações candidato/vaga de, respectivamente, 2,88 e 1,87.” Nesse semestre, continua ela, “multiplicamos por quatro o número de inscritos para Agroecologia, com 253 inscrições. Já a Dança também teve um incremento significativo, com 162 candidatos inscritos.” No Técnico Integrado, 169 candidatos concorreram a 80 vagas.

Mais 630 vagas em dezembro

Ainda na primeira quinzena de dezembro o IFB vai abrir mais 630 vagas para formar profissionais. Serão oferecidos 13 cursos técnicos com duração de três a quatro semestres. A seleção, nesse caso, ocorrerá por sorteio. A criação do IFB no Distrito Federal - em dezembro de 2008 - atende a uma demanda por formação técnica que, em outras unidades da federação, eram resolvidas pelas antigas Escolas Técnicas Federais e pelos Centros de Formação Tecnológica (Cefet's).

Enem

Outro ponto, que a presidente da Comissão de Processo Seletivo destaca, é a proximidade do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) do Ministério da Educação (Mec), que utiliza as notas do Enem e é regido por edital específico. O IFB vai oferecer 10 vagas de Tecnologia em Agroecologia via SiSU, sendo 5 delas para candidatos assentados da reforma agrária.

O uso do SiSU procura aproximar, mais, o IFB - Campus Planaltina e as comunidades rurais. O objetivo desse modelo de seleção – que garante vagas a quem é do campo – pretende fazer com que que o conhecimento produzido na Instituição chegue a essas comunidades e aos produtores rurais locais.

Retirado de www.ifb.edu.br

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

IFB participa do II Seminário de Agroecologia do DF

Acontece, entre os dias 9 e 11 de novembro, o II Seminário de Agroecologia do Distrito Federal, na Embrapa Sede. O Seminário tem a missão de proporcionar um ambiente para a interação, a socialização de conhecimentos e a troca de saberes em prol do desenvolvimento organizado da agroecologia no Distrito Federal.




Alunos e professores do Campus Planaltina do Instituto Federal de Brasília (IFB) vão participar do evento. A abertura contará com o coral Vozes do Cerrado do IFB.

Segundo a professora de bioclimatologia e veterinária deste Campus, Júlia Eumira, os participantes do IFB estão ajudando desde o início na organização e na programação. Estão previstas oficinas, palestras e outras atrações. “Ficamos responsáveis pela elaboração do documento final. Será feito um documento que limpe todos os problemas na agroecologia”, disse a professora.

Para outras informações ligue: 3340-3093 / 3340-3098

fonte: http://www.ifb.edu.br/reitoria/noticias/1787-ifb-participa-do-ii-seminario-de-agroecologia-do-df

Baixe a programação!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

III ENCUENTRO INTERNACIONAL DE AGROECOLOGIA Y AGRICULTURA SOSTENIBLE

La Asociación Nacional de Agricultores Pequeños (ANAP-La Vía Campesina-Cuba) convoca a productores (as), facilitadores(as) y promotores(as), así como al personal vinculado a la Agricultura y la investigación, a participar en el proceso de III Encuentro internacional de Agroecología y Agricultura Sostenible, el cual se celebrara del 20 al 26 de noviembre de 2011 en la Habana, Cuba.

En el marco de este se realizaran dos actividades paralelas: El Encuentro Internacional de Promotores y el Encuentro de Mesoamérica y el Caribe del Movimiento Agroecológico Latinoamericano (MAELA).

Previo a este se realizará, en la semana del 13 al 19 de noviembre, un curso Agroecología, Agricultura Sostenible y producción de alimentos, con un costo de 30.00 CUC por participante.

OBJETIVOS DEL ENCUENTRO

Intercambiar experiencias entre productores de diferentes partes del mundo sobre temas de Agroecología, Seguridad y Soberanía Alimentaria.

Divulgar la experiencia de la Agricultura cubana y conocer otras en temas sobre reforma agraria, cooperativismo, diversificación y comercialización de la producción.

El contenido del encuentro ocupará cinco (5) ejes temáticos, que serán analizados en las respectivas comisiones de trabajo:

Experiencias de Soberanía y Seguridad alimentarias sobre bases sustentables

Experiencias tecnológicas de Agricultura Sostenible

Protección de los recursos naturales y del medio ambiente

Experiencias económicas y financieras en sistemas productivos sostenibles

Factores sociales e institucionales de la Agricultura Sostenible

MODALIDADES DE PRESENTACIÓN
Ponencias, carteles, videos, fotografías, muestras de producciones e innovaciones locales.

PRESENTACIÓN DE LOS RESÚMENES
Los resúmenes deben de ser enviados en idioma español, tipografía Arial 10 y deben venir acompañados de:

Titulo del trabajo

Nombre y apellidos del o los autores

Organización a que pertenece, E-mail y país.

Los resúmenes deben ser enviados entes del 15 de junio de 2011, y los trabajos completos antes del 15 de septiembre de 2011

PRINCIPALES ACTIVIDADES

Montaje de exposición con los principales logros de todas las provincias en la Agricultura Ecológica-campesina

Visitas de campo, a centros de investigación y a centros de altas significación social como la Universidad de las Ciencias Informáticas y la Escuela Latinoamericana de Medicina

Sesiones de pósters (uno por cada provincia y los que presenten los participantes extranjeros)

Conferencias magistrales por personalidades de las ciencias cubanas

Mesas redondas

Internacionales (sobre temas referidos a reforma agraria, género y mujer rural, papel de la juventud en el campo, el comercio de alimentos, organizaciones campesinas e indígenas y derechos campesinos, transnacionales y agricultura e integración del ALBA en materia de agricultura y producción de alimentos)

Nacional ( Reforma Agraria cubana y desarrollo rural sostenible, coopertivismo, experiencias de la agricultura cubana en la comercialización, experiencias agroecológicas notables en la producción de alimentos)

LA CUOTA DE INSCRIPCIÓN ES DE 200.00 CUC PARA LOS APRTICIPANTES EXTRANJEROS Y 200.00 CUP PARA LOS PARTICIPANTES NACIONALES (SE INCLUYE PROGRAMA DEL EVENTO, CARPETA, CERTIFICADO DE PARTICIPACIÓN Y DOCUMENTACIÓN; ASÍ COMO LAS VISITAS DE CAMPO).

SE OFERTA, EN INSTALACIONES DE LA ORGANIZACIÓN, ALOJAMIENTO A UN COSTO DE 17.00 CUC DIARIOS POR PERSONA (EN HABITACIONES COMPARTIDAS, DESAYUNO Y CENA)


EL IDIOMA OFICIAL DEL EVENTO SERÁ EL ESPAÑOL


Comité Organizador:

Presidente: Lic. Orlando Lugo Fonte

Vice Presidente: Lic. Mario La O Sosa

Secretaría Operativa: Ing. Débora La O Calaña
Comunicación: ecojusto@anap.org.cu

Tel: +53-7-832-4707, 832-4541 x258

LEA EL LIBRO SOBRE EL MOVIMIENTO AGROECOLOGICO DE CAMPESINO A CAMPESINO DE LA ANAP EN CUBA:

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

QUARTAS SUSTENTÁVEIS CDS-UnB

O Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília CDS/UnB convida para a palestra das QUARTA SUSTENTÁVEL.


“Gestão da Agricultura e RECURSOS NATURAIS: apostas para evitar novos desperdícios”



Dr. Arnaldo Carneiro Filho

Dia: 27 de outubro de 2010
Horário: 18:15hs

Local: Campus da UnB - Sala do Mestrado do CDS/CET, Bloco C

Resumo

              Com vistas a atender às diferentes e crescentes demandas de território para a produção de alimentos, agroenergia e florestas bem como conciliar com as exigências de mitigação dos impactos ambientais é imperativo uma maior capacidade de gestão dos recursos naturais e da atividade agrícola nacional, envolvendo agricultura, pecuária, restauro e plantio florestal.

           A crise ambiental e a necessidade cada vez maior de eficiência na produção são os grandes desafios a serem enfrentados pelo setor rural brasileiro.

           A redução das pressões socioambientais ligadas às atividades agrícolas depende, em grande medida, de mudanças profundas nas políticas agro-econômicas que orientam a capacitação e difusão de novas tecnologias, além de uma maior eficiência na oferta de tecnologias e crédito orientado. A combinação de ambos é que, em outras palavras, permitirá o desejado aperfeiçoamento nos sistemas de produção.

Dr. Arnaldo Carneiro Filho
Graduação na ESALQ - USP;
Mestrado no International Institute for Remote Sensing and Aerospace Survey,
Holanda, envolvendo as razões paleogeográficas da distribuição dos cerrados
amazônicos;
Doutorado no CEREG, Strasbourg, França, envolvendo a paleoecologia e história natural amazônica;
Pós doutorado na Universidade de Wageningen, Landscape Ecology, envolvendo modelagem espacial e cenários de riscos das políticas públicas para a Amazônia.

Trabalhou 25 anos no INPA, Manaus, como pesquisador, tendo coordenado o CPEC (Centro de Pesquisas em Ecologia) e o Laboratório de Modelagem e Análise Espacial (SIGLAB);
Trabalhou 2 anos no ISA, participando entre outros da RAISG (Rede Amazonica de Informações Socioambientais Georeferenciadas)


Coordenação:

Prof. Donald Sawyer
Prof. Saulo Rodrigues Filho

Universidade de Brasília - UnB

Centro de Desenvolvimento Sustentável - CDS
Campus Universitário Darcy Ribeiro
Gleba A, Bloco C - Av. L3 Norte, Asa Norte - Brasília-DF, CEP: 70.904-970
Telefones: (61) 3107-6000, 3107-6001, 3107-6002, Fax: 3107-5972
E-mail : unbcds@gmail.com
Site: www.unbcds.pro.br

sábado, 23 de outubro de 2010

Encontro de Agroecologia no ACRE tem novo calendário

O Encontro Nacional de Agroecologia da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica será lançado no próximo dia 18 de novembro com a formação do Comitê de Agroecologia/Biomas e apresentação do site de inscrições do evento.


As atividades previstas para acontecer no período de 30 de novembro a 03 de dezembro deste ano estão sendo transferidas para o final do mês de abril de 2011, após o II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica.

A mudança da data do Encontro Nacional considera o período eleitoral brasileiro e o calendário acadêmico dos Institutos Federais . "Devido também ao grande volume de proposições para o Encontro, já esperamos ampliar o período do evento para atender as solicitações. Além disso, em abril as chuvas amazônicas terão cessado e teremos um ambiente mais adequado as visitas técnicas dos agroecologistas", reforça o reitor do Instituto Federal do Acre, Prof. Elias Vieira.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

II Seminário de Agroecologia do Distrito Federal


APRESENTAÇÃO


              Considerando a necessidade de articulação das diversas entidades governamentais e não governamentais que atuam no Distrito Federal no desenvolvimento da agroecologia e da agricultura orgânica é proposta a realização do II Seminário de Agroecologia do Distrito Federal com o objetivo de proporcionar um ambiente para a interação, a integração, a socialização de conhecimentos e a troca de saberes em prol do desenvolvimento organizado da agroecologia no Distrito Federal.

Coordenação Geral:

Emater-DF e
Embrapa Hortaliças

REALIZAÇÃO:

Faculdade UnB-Planaltina, Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, Embrapa Cerrados, Instituto Federal de Brasília (Campus Planaltina), Fundação Rural, Ipoema, Associação de Agricultura Ecológica, Mercado Orgânico, CDTORG, SEBRAE-DF, Sindiorgânicos, Escola da Natureza, Fazenda Malunga, Secretaria de Agricultura do DF, Instituto Brasília Ambientaal, Governo do Distrito Federal,
Superintendência Federal de Agricultura, Associação Brasileira de Agroecologia, Ministério da Ciência e Tecnologia, Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ministério da Agricultura, Governo Federal.

Informações: agroecologia@emater.df.gov.br
Telefones: 3340-3093 e 3340-3098

Confiram a programação:




VI ENCONTRO DE APICULTORES DO DF E RIDE

Período: 23 e 24 de outubro de 2010 (sábado e domingo)


Local: Auditório do SEBRAE-DF

SIA Trecho 3 - Lote 1580

Taxa de Inscrição: para o almoço :

- até dia 20/10 - na FAPE - R$ 10,00 (dez reais)

SIA Trecho 2 - Lote 1630

- Dia 23/10 - na recepção do evento - R$ 20,00 (vinte reais)
Mais informações na Federação de Agricultura e Pecuária do DF: 3342-9600





Programação:

Festival de Arte e Cultura é adiado para 2011

Festival de Arte e Cultura é adiado para 2011


O Festival de Arte e Cultura da Rede Federal, evento que marca o encerramento das comemorações do centenário da educação profissional no Brasil, e que estava previsto para ocorrer em Brasília, de 24 a 28 de novembro, foi adiado.

As restrições legais do período eleitoral impossibilitaram a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação de realizar o festival no próximo mês, uma vez que o segundo turno acontece dia 31.

Com a decisão, o festival ocorrerá em 2011, juntamente com o II Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, que será realizado em Florianópolis pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). “A realização do Festival no mesmo período que o Fórum dará maior visibilidade e maior interação às ações culturais da rede”, destacou o secretário de educação profissional do MEC, Eliezer Pacheco, em ofício enviado ontem aos dirigentes das 46 instituições inscritas.

Todas as inscrições das atividades para o evento, mais de 4000 participantes e 700 obras, serão mantidas. O festival é composto pelas modalidades de dança, música, artes plásticas, audiovisual e teatro.

Assessoria de imprensa da Setec

Att.
--

Wákila Mesquita

Coordenadoria de Jornalismo

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

I Fórum Goiano de Agroecologia

Entre os dias 13 a 15 de outubro os estudantes do CST-Agroecologia participaram do I Fórum de Agroecologia Goiano, organizado pela UFG e parceiros. (PROGRAMAÇÃO)




Entre as palestras, a mais esperada foi a da Professora Ana Primavesi, que abriu o evento.



A participação foi favoreceu o nosso contato com outras escolas, que trabalham com Agroecologia.



Foram apresentadas diversas experiências em Agroecologia, desenvolvidas tanto por agricultores como por instituições de ensino, pesquisa e extensão.

domingo, 17 de outubro de 2010

IFB divulga programação da III Jornada da Produção Científica

A III Jornada da Produção Científica da Educação Profissional e Tecnológica da Região Centro-oeste ocorre entre os dias 19 a 24 de outubro de 2010, na Esplanada dos Ministérios.


Confiram a programação de apresentação dos trabalhos em:

http://www.ifb.edu.br/reitoria/noticias/1760-ifb-divulga-programacao-da-iii-jornada-da-producao-cientifica

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

MST e IFB discutem assentamento em Planaltina

         Representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e do Instituto Federal de Brasília (IFB) reuniram-se nessa quinta-feira, 14, para discutir projetos que possam ser construídos, em parceria, pelas duas organizações.

         Na segunda-feira, 11, os trabalhadores do MST ocuparam – legalmente – uma área de 144 hectares, até então sob posse do IFB. O Incra destinou o terreno à Reforma Agrária. De acordo com os representantes do MST, as famílias que vierem a ser assentadas devem trabalhar a terra de maneira a preservar o local. Tanto o Movimento como o IFB demostraram interesse em futuras parcerias para a exploração das terras e formação dos trabalhadores assentados.

          O reitor Aléssio Trindade ressaltou que o encontro desta quinta-feira foi importante para que as duas organizações se conheçam melhor. Ele lembrou que o MST faz parte do Conselho Superior do Instituto como representante da sociedade civil organizada.

           Já o professor Bruno Ceolin, Coordenador Geral de Pesquisa e Extensão de Planaltina, enfatizou que, mesmo com a posse legal da terra, os trabalhadores rurais podem ter dificuldades para efetivar o assentamento, já que a área doada pelo Incra estaria em região de preservação ambiental, no âmbito do Parque Ecológico Colégio Agrícola de Brasília.

             Ele observou, entretanto, que - tecnicamente - é possível fazer o assentamento e este pode tornar-se inclusive um modelo para outras regiões, além de servir como uma espécie de laboratório para o curso de Tecnólogo em Agroecologia. (Assessoria de Comunicação - Wákila Mesquita)

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

I Encontro Nacional de Agroecologia da Rede Federal

A Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica realiza o I Encontro Nacional de Agroecologia de 30 de novembro a 03 de dezembro em Rio Branco-AC.
http://www.ifb.edu.br/reitoria/noticias/1748-encontro-nacional-de-agroecologia-acontece-no-acre

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Comissão Organizadora do Congresso Brasileiro de Agroecologia lança concurso de logomarca:

Prezados colegas,

Está lançado o concurso para escolha da logomarca do VII Congresso Brasileiro de Agroecologia a realizar-se em Fortaleza, em novembro de 2011. Site para inscrições gratuitas - abaixo.

FAVOR DIVULGAR!!!

Comissão Organizadora do Congresso Brasileiro de Agroecologia lança concurso de logomarca:

O Estado do Ceará foi escolhido pela Associação Brasileira de Agroecologia (ABA) para sediar a sétima edição do Congresso Brasileiro de Agroecologia (VII CBA), tendo como tema “Ética na Ciência: Agroecologia como paradigma para um novo modelo de desenvolvimento”. É a primeira vez, que o evento será realizado no Nordeste, por conta disso o destaque maior deve ser para as propostas da Agroecologia na convivência com o Semiárido.

O VII CBA será realizado de 07 a 11 de novembro de 2011, mas sua organização já está em curso. Na última quarta-feira (22), a Comissão Organizadora do Congresso lançou o edital para o concurso da logomarca que irá ser usada no evento. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site http://www.aceg.ufc.br/

A proposta deve ser condizente com o tema do Congresso.

Além de conferências, debates e apresentações de trabalhos acadêmicos, devem ser apresentadas no evento experiências agroecológicas dos(as) agricultores(as) familiares e de ONGs e movimentos sociais que atuam na região.

O objetivo geral do VII CBA é promover um intercâmbio entre pesquisadores, cientistas, estudantes, agricultores familiares e suas representações, organizações não-governamentais, instituições governamentais, movimentos sociais do campo e da cidade, antes, durante e após da sua realização, fomentando a construção do conhecimento agroecológico acadêmico e dos saberes dos (das) agricultores (as) de forma holística.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Curso de Plantas Medicinais

Curso de Plantas Medicinais: cultivo orgânico, processamento e controle de qualidade

Inscrições de 20 de setembro a 15 de outubro

Para se inscrecer o interessado precisa baixar o arquivo disponibilizado abaixo, preenchê-lo e enviar para o endereço eletrônico: carlos.almeida@ifb.edu.br

Vagas: 30

Datas: de 15 a 24 de outubro, das 8h às 18h.

Local: Instituto Federal de Brasília (IFB), Campus Planaltina, Rodovia DF 128, km 21 – Zona Rural.



Curso: Curso de Plantas Medicinais: cultivo orgânico, processamento e controle de qualidade.



Temas tratados no estudo:



■Histórico

■Legislação brasileira em fitoterapia e plantas medicinais;

■Viabilidade econômica;

■Cultivo Agroecológico;

■Processamento;

■Aspectos químicos;

■Fitoterapia Humana;

■Fitoterapia Animal;

■Ervas medicinais no cotidiano.
 
http://www.ifb.edu.br/component/content/article/61-selecao/1707-curso-de-plantas-medicinais

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Debate Nacional sobre Educação em Agroecologia

Seg, 20 de Setembro de 2010 08:04 Guaciara Freitas


Por: Francisco Caporal, presidente da Associação Brasileira de Agroecologia
O Brasil vem se destacando mundialmente pelo avanço da Agroecologia como uma nova ciência e pela aplicação dos pressupostos deste novo paradigma em experiências concretas de comunidades rurais presentes em todos os nossos biomas.

A força da construção do novo paradigma agroecológico está cada vez mais evidente, seja pela presença de ações concretas de milhares de agricultores familiares, seja pelas atividades de extensão rural dispersas pelo interior do Brasil ou mesmo pela criação de projetos de pesquisa na EMBRAPA e em algumas das organizações estaduais de pesquisa.


Entretanto, não menos importante começam a ser as ações no campo da educação formal. Nosso país se tornou, em poucos anos, o único a contar com o surgimento crescente de cursos de Agroecologia. Os últimos dados informam que existem hoje no país mais de 110 cursos de Agroecologia ou com enfoque em Agroecologia, desde o nível fundamental, passando pela formação de Tecnólogos, pelo Bacharelado e, inclusive, em cursos de especialização, mestrado e linhas de pesquisa em programas de doutorado.

A formação profissional no campo da Agroecologia está passando por uma explosão de novos cursos. Isto preocupa, pois esta nova ciência do campo da complexidade exige professores com uma visão diferenciada, com uma formação que esteja compatível com as novas bases epistemológicas da Agroecologia e que portanto possam contribuir mediante novos enfoques pedagógicos, metodológicos, técnicos, etc, que não são os mesmos das ciências agrárias convencionais. A Agroecologia requer um novo profissionalismo em todos os campos, inclusive na educação, e este é o grande desafio.

Devido a esta novidade no campo educacional, a Associação Brasileira de Agroecologia, tomou a iniciativa de promover um amplo processo nacional de reflexão sobre Educação em Agroecologia. O processo foi iniciado no último dia 13 de setembro, em Brasília, em uma reunião do Grupo de Trabalho sobre Educação em Agroecologia, da ABA.



Foto: Reunião do GT de Educação em Agroecologia da ABA.

A idéia central, é construir conhecimentos sobre formação em Agroecologia na educação formal, a partir da sistematização e do debate crítico construtivo sobre as experiências educacionais em andamento em todo o país. Neste primeiro momento, foi feito um recorte que tratará apenas dos cursos de nível médio e superior, ficando para outro projeto o tratamento do tema na educação fundamental e de pós-graduação, por suas particularidades.

Assim sendo, a ABA-Agroecologia pretende dar uma contribuição ao país, não somente no que tange ao processo de formação dos próprios professores, mas também na discussão sobre novos currículos e projetos político-pedagógicos para a educação em Agroecologia. Ao mesmo tempo, o processo deverá permitir a oferta de uma importante contribuição aos Ministérios de Educação e de Ciência e Tecnologia, para que, no futuro, possamos vir ter uma política educacional e os recursos necessários para uma adequada formação no campo da Agroecologia.

A Associação Brasileira de Agroecologia, através deste projeto nacional, realizará oficinas de sistematização e seminários em todas as regiões do país, devendo todo o processo culminar num encontro nacional onde os achados em cada região possam ser socializados e daí possam ser extraídas contribuições concretas e diretrizes orientadoras das ações de educação formal em Agroecologia. Cabe destacar que o projeto conta com apoio financeiro do Ministério do Desenvolvimento Agrário, devido ao seu foco na formação de extensionistas rurais, e será executado em colaboração com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará – Campus Castanhal.

A ABA espera poder contar com a participação de representantes de todos os cursos de Agroecologia de nível médio e superior existentes no país. Maiores informações podem ser obtidas através de contatos com os Vice-Presidentes regionais da ABA-Agroecologia ou através da página www.aba-agroecologia.org.br

Fonte: www.castanhal.ifpa.edu.br

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

CHUVA DE METEOROS HOJE!!!!

Pena não ter ficado sabendo antes....

Mundo: Chuva de meteoros pode ser vista nesta quinta


De olho no céu. Uma chuva de meteoros promete um espetáculo que poderá ser visto nesta quinta-feira, no mundo todo.



Essas estrelas cadentes são fragmentos de um cometa que passa pelo sistema solar a cada 133 anos. Ele deixa um rastro de poeira, que se transforma na chuva de meteoros. Estamos na lua nova, o que facilita a visualização do fenômeno a olho nu. No Brasil, o melhor horário para assistir ao "show" será entre meia-noite e meia, e duas e meia da manhã.
 
 
retirado de: http://bandnewstv.band.com.br/conteudo.asp?ID=342592

I FORUM GOIANO DE AGROECOLOGIA

Evento muito interessante, principalmente pela palestra da Primavesi,

O I FORUM GOIANO DE AGROECOLOGIA será de um evento de caráter regional e com repercussão nacional, que se caracterizará como um espaço de troca de experiências e práticas, bem como o compartilhamento do conhecimento advindo de pesquisas e estudos voltados ás práticas agroecológicas, debate de conceitos e articulação da comunidade de produtores familiares, produtores rurais, extensionistas, agrônomos, professores, pesquisadores, estudantes, alunos de iniciação científica e pós-graduação, membros de movimentos sociais, redes, ONGs e outras organizações da sociedade civil e profissionais das mais variadas sub-áreas da Agricultura, com especial destaque para a Agroecologia, visando fortalecer a agricultura familiar, a formulação de propostas, o aprofundamento da prática e o desenvolvimento da Agroecologia em Goiás.


PÚBLICO ALVO:

O público alvo será composto de:

pesquisadores
professores universitários
alunos de graduação e de pós-graduação dos cursos afins
engenheiros agrônomos
engenheiros florestais
biólogos
técnicos agrícolas, áreas da saúde, comunicação social e outros profissionais
agricultores familiares
produtores rurais e demais participantes envolvidos na cadeia produtiva da agroecologia
estudantes das mais diversas áreas;
público em geral.

LOCAL EVENTO:

Auditório da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás, localizada na Praça Universitária, s/nº, Setor Universitário - Goiânia - Goiás - Brasil CEP: 74.605-220

DATA DO EVENTO:

De 13 a 16 de outubro de 2010

retirado de: http://200.137.221.78/SIEC/portalproec/sites/gerar_site.php?ID_SITE=2401#realizar

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Festival de Arte e Cultura dos IF

Levar a arte e a cultura brasileira à população do Distrito Federal é o objetivo do I Festival de Arte e Cultura da Rede Federal de Educação Profissional. O evento marca o encerramento das comemorações do centenário da Rede Federal, compreendida hoje por mais de 300 escolas. Confira o regulamento-geral.


Entre os dias 24 e 28 de novembro cerca de quatro mil artistas, dentre servidores e alunos dos institutos federais, utilizarão o espaço de instituições de ensino e de centros culturais da cidade para apresentações de música, dança, teatro e projetos de cultura, além de mostras fotográfica, audiovisual e plástica.

Os regulamentos das modalidades foram elaborados por professores e coordenadores da rede federal ligados a atividades e projetos culturais em suas instituições. As inscrições, abertas apenas a membros das instituições que compõem a rede federal, são gratuitas e ocorrerão entre os dias 9 e 30 de agosto.

Acesse NO SITE os regulamentos por modalidade:


Artes Visuais
Audiovisual
Dança
Diálogos Culturais
Fotografia
Música
Teatro


Retirado de: (http://redefederal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=509&Itemid=179)

domingo, 13 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Gestação da parceria entre EFA Padre Bernardo e IFB

Visita à EFA Padre Bernardo


No dia 27 de maio de 2010, um grupo do campus Planaltina, visitou a Escola Família Agrícola de Padre Bernardo-GO. O convite surgiu da vontade de se iniciar uma parceria.


O encontro contou com a presença de 30 colaboradores da EFA, que demonstraram grande interesse e demanda por cursos técnicos executados em parceria e certificados pelo IFB.

A parceria tem grande potencial e é uma excelente oportunidade de atuação para o IFB. A EFA está localizada na sede do assentamento Vereda II Região do Pé de Serra, Município e Comarca de Pe. Bernardo-GO. Existem outros 4 assentamentos ao redor da EFA.


No dia 10 de junho foi realiado um encontro no Campus Planaltina, entre representantes da EFA e os servidores do IFB para esclarecimentos sobre a parceria. O retorno do IFB na EFA ficou agendado para o dia 12 de junho de 2010.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Capacitação de servidores em agricultura orgânica

             De 18 a 21 de maio, os servidores Hamilton Guedes e André Ferreira e William Neres participaram do Curso Avançado de Olericultura Orgânica.
         Estiveram presentes no curso participantes de estados como Amazonas, Sergipe, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os participantes tiveram a oportunidade de vivenciar na prática os conceitos de produção orgânica de hortaliças, aliados às modernas práticas de gestão utilizadas na Fazenda Malunga.


CURSO AVANÇADO DE OLERICULTURA ORGANICA - Data: 18/05/2010


Capacitadores:

Eng. Fl. Joe Valle (Fazenda Malunga)
Agr. PhD Carlos Armênio Khatounian (ESALQ – USP)
Eng. Agr. Luiz Geraldo de Carvalho Santos (ENSISTEC).
http://www.malunga.com.br/



terça-feira, 8 de junho de 2010

Grande EMBAÚBA

Mais um vídeo do Globo Reporter, agora sobre a EMBAÚBA:


Embaúba é designação comum a várias espécies de árvores, principalmente do gênero Cecropia, podendo chegar a 15 m de altura. Pertence ao estrato das plantas pioneiras.



 É também chamada de árvore da preguiça, pois seus frutos são alimento preferido por este animal. As embaúbas são árvores leves, pouco exigentes quanto a solo, e muito comuns em áreas desmatadas em recuperação.



 Possuem frutos atrativos a várias espécies de aves, são capazes de se dispersarem rapidamente. Como possuem caule e ramos ocos, vivem em simbiose com formigas especialmente as do gênero Azteca, que habitam no seu interior e que as protegem de animais herbívoros - daí seu nomes castelhanos de hormigo ou hormiguillo.





segunda-feira, 7 de junho de 2010

Semana dos Orgânicos-DF

No dia 28 de maio de 2010, a turma do CST Agroecologia participou do seminário sobre “Transição Agroecológica” promovido pela EMATER, durante a Semana dos Orgânicos.



O objetivo do seminário foi a apresentação da experiência com transição agroecológica em 6 propriedades do DF. Foram apresentadas as propriedades como eram antes e depois, as dificuldades e desafios encontrados no desenvolvimento do trabalho e também os ganhos obtidos para os agricultores. A transição não é uma tarefa simples, pois exige persistência e um olhar sobre todo o agroecossistema e também para a família de agricultores envolvidos.



No evento participaram técnicos da Emater, agricultores e estudantes do curso de Agroecologia do IFB.



Foi apresentado um filme da propriedade do Sr valdir que em menos de dois anos transformou sua propriedade, antes voltada para a monocultura de chuchu, e passou a produzir várias culturas e mudar toda a alimentação da família, gerando renda e buscando o selo para produzir alimentos orgânicos, após se tornar família da experiência com a EMATER.

O seminário levantou diversas questões em relação ‘a viabilidade da agricultura orgânica:



Fiquei maravilhada e achando que é muito fácil ser produtora de orgânicos. Será? E a burocracia? E o capital? Fiquei com muitas perguntas para serem respondidas. Podíamos visitar estas famílias e ver de perto que funciona, que dá certo e que podemos arregaçar as mangas . (Zélia Teresinha Ghisleni, educanda do CSt Agroecologia).

Contribuições de Zélia e Professora Vânia.

domingo, 6 de junho de 2010

Agroecologia na Caatinga - Globo Ação

Para quem não assistiu ou quer ver novamente, excelente programa mostrando iniciativas agroecológicas na Caatinga.

http://g1.globo.com/acao/noticia/2010/06/conheca-peculiaridades-da-caatinga-bioma-unico-no-mundo-que-so-existe-no-brasil.html

Edição do dia 26/06/2010




01/06/2010 16h26 - Atualizado em 02/06/2010 15h52

Conheça as peculiaridades da caatinga, bioma único no mundo, que só existe no Brasil
Projetos implantados no semi-árido mostram que é possível integrar o homem e a natureza.

A caatinga é o bioma mais explorado no Brasil desde a chegada dos portugueses. Corresponde a quase 10% do território nacional e é dono de um ecossistema rico e pouco conhecido.

Sertão de Pernambuco, região do Araripe, a caatinga está em flor. Com as chuvas do início do ano, a vegetação renasceu.

Mas durante um período entre sete e nove meses, a caatinga convive com a seca. Os dias são mais quentes, a água desaparece e a vegetação muda de cor.

A caatinga é um dos biomas menos conservados do Brasil. A ação do homem já alterou 80% da vegetação original.

Projetos implantados no semi-árido mostram que é possível integrar o homem e a natureza. Um exemplo é a agrofloresta do seu Adão.

A propriedade é uma das doze da região do Araripe que adotam as técnicas ensinadas pela ONG caatinga.

A produção é orgânica: a adubação é natural e não se usa agrotóxicos. Aqui também foi abolida a prática de pôr fogo na terra.

Para resistir ao período seco, a lição número um é estocar. Na terra fica a reserva de alimento para os animais.

O desenvolvimento de tecnologias garante o direito a ter acesso à água. Aqui, a água da chuva é armazenada num grande reservatório. Em casa, a família também tem uma água da chuva guardada.

Para o sertanejo, a água é o bem mais precioso.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

VESTIBULAR AGROECOLOGIA 2010-2

Abertas as inscrições para Cursos Técnicos e Superiores


A partir de 31 de maio - segunda-feira - estarão abertas as inscrições para o Vestibular dos Cursos Superiores e para a Seleção dos Cursos Técnicos do Instituto Federal de Brasília.

As inscrições vão até o dia 18 de junho para os cursos superiores e até o dia 15 de julho para os cursos técnicos.

No próximo semestre serão oferecidos cursos nos cinco campi da instituição. Os cursos são:

Campus Brasília
Licenciatura em Dança - Superior - Diurno* - 30 vagas

Campus Gama
Técnico em Logística - Subsequente - Noturno - 40 vagas

Campus Planaltina
Tecnológico em Agroecologia - Superior - Diurno* - 30 vagas
Técnico em Agropecuária - Subsequente - Vespertino - 40 vagas
Técnico em Agroindústria - Subsequente - Matutino/Vespertino - 40 vagas

Campus Samambaia
Técnico em Reciclagem - Subsequente - Noturno - 40 vagas

Campus Taguatinga
Técnico em Comércio - Subsequente - Noturno - 40 vagas
Técnico em Manutenção e Suporte em Informática - Subsequente - Noturno - 40 vagas


* As aulas da Licenciatura em Dança serão preferencialmente concentradas no período matutino e as aulas do Curso Superior Tecnológico em Agroecologia serão preferencialmente concentradas no período vespertino.

A seleção para os cursos superiores será feita por meio de vestibular, com provas objetivas e de redação. A taxa de inscrição é de R$30,00. Será oferecida isenção aos candidatos que tiverem cursado o Ensino Médio integralmente em escola pública e aos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico.

A Licenciatura em Dança ainda contará com uma Prova de Aptidão com os primeiros colocados no somatório das provas objetivas e de redação.

Os cursos técnicos selecionarão seus candidatos por meio de um sorteio a ser realizado no final de julho em cada campus do Instituto. Para cursar o técnico subseqüente é necessário ter concluído o Ensino Médio ou equivalente.

Confira os editais:

Arquivos

Edital Vestibular IFB 2010_02

Edital Seleção Cursos Técnicos IFB 2010_02
http://www.ifb.edu.br/

sexta-feira, 30 de abril de 2010

CONTRATAÇÃO DAS OBRAS DO CVT



Caros agroecologist@s, na quinta-feira, 29 de abril de 2010 foi publicada a assinatura da ordem de serviço para o início da construção do nosso tão esperado CVT-Agroecologia. Nesta etapa serão construídos o prédio de salas de aula e o galpão para atividades de produção e pesquisa.

O CVT-Agroecologia possuirá a estrutura básica para o desempenho das nossas atividades, proporcionando maior envolvimento dos educandos e professores com o Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia.

Esta foi mais uma vitória para o IFB, pois a insegurança gerada pela demora da contratação e construção do CVT compromete o sucesso do curso, que é o primeiro de nível superior de nosso instituto.

A comunidade escolar agradece o empenho do Reitor Aléssio Trindade de Barros e de sua equipe, e aguarda ansiosa o início das obras, assim como a aquisição dos equipamentos, máquinas e ferramentas previstas no projeto e ainda não contempladas nesta etapa.

Com a execução das obras em vista, ganhamos novo fôlego e ânimo para elaboração de novos projetos. “Vamos plantar mais, pois as sementes iniciaram a germinar...”.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Palestra com Francisco Caporal

                     A Coordenação do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia convida todos os professores e professoras, bem como os estudantes do Curso Superior em Agroecologia para assistirem a Palestra/Debate: Agroecologia: uma ciência do campo da complexidade.
                          Data: 31/04/2010 (Quarta-Feira)


Local: Auditório do IFB campus Planaltina
Horário: 14:00 às 16:30 h.

                     A palestra será proferida pelo Dr. Francisco Caporal, que é um dos principais representantes brasileiros na construção do conhecimento agroecológico. O Dr. Francisco Caporal é Engenheiro Agrô nomo, Mestre em Extensão Rural (CPGER/UFSM) , Doutor pela Universidad de Córdoba-España; é Extensionista Rural da EMATER/RS e atualmente e Coordenador Geral de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ministério do Desenvolvimento Agrário.

                    Para aproveitar melhor o momento, recomenda-se a leitura de:


           O livro pode ser baixado em:



Data: 31/04/2010 (Quarta-Feira)
Local: Auditório do IFB campus Planaltina
Horário: 14:00 às 16:30 h.

Será muito importante, fundamental mesmo, a participação de todos os professores e professoras que atuam e que pretendem atuar no curso Superior de Agroecologia.

Aguardamos a presença de todos.

domingo, 28 de março de 2010

Recepção CST-Agroecologia 2010

   Caros educandos do CST-Agroecologia,

         o colegiado do curso registrou a chegada de vocês num vídeo que ficará para a história do nosso curso. Esperamos que vocês gostem do resultado do vídeo e do curso também. Cabe lembrar, que cada um de vocês também é responsável por esta construção, e que cada um assumirá o papel de "cobaia" ou de "pioneiro" de acordo com a sua postura ao longo dos próximos 3 anos de convivência.
           Vamos nessa, que a obra não pode parar...

terça-feira, 23 de março de 2010

A Chapada da Contagem pede socorro!!!

Em uma das (últimas) áreas mais ambientalmente preservadas de Brasília (a Chapada da Contagem, na APA de Cafuringa), existe uma grande pedra de calcário, rodeada por uma bela floresta, que é chamada de Morro da Pedreira ou Morro do Urubu.

Espaço sagrado, habitado por muitos animais e árvores centenárias, além de frequentado por trilheiros e escaladores, o Morro sofre um grande perigo: as companhias de cimento existentes na região demonstraram milionário interesse em comprar a área do Morro, visando explodir a pedra de calcário para a fabricação de cimento, com a instalação de mais uma fábrica na região, o que seria desastroso para o mundo, para o meio-ambiente e também para a população rural e peri-urbana que ali reside (nas cercanias das atuais fábricas de cimento são registrados os maiores índices de doenças pulmonares no DF).

Estimulado por ativistas ambientais, o IBRAM - Instituto Brasília Ambiental, abriu um processo para transformar o Morro numa Unidade de Conservação, na modalidade de Monumento Natural (que não invibializa a manutenção da população rural que hoje é proprietária da área do Morro). Um dos trâmites necessários para o avanço no processo de criação da Unidade é a Audiência Pública, onde temos a possibilidade de dar voz aos interesses maiores, que será realizada no dia 26 de março de 2010, uma sexta-feira, às 14:30, na Escola Classe Ribeirão (no pé do Morro, após a Fercal, DF 205-Oeste, Estrada Vicinal VC-201).

Precisamos da presença do maior número de ecologistas, pacifistas, permacultores, escaladores, trilheiros, guerreiros da luz e demais cidadãos interessados em que o Morro não seja explodido. Compareçam a Audiência Pública!!!

Se você já conhece o Morro, já compartilhou de sua beleza e de sua magia, tem dever, sabe o motivo, de comparecer na Audiência!

Se você ainda não conhece o Morro, é uma boa oportunidade para conhecer esse recanto natural de Brasília, venha!


COMPAREÇAMOS EM MASSA NA AUDIÊNCIA PÚBLICA, pois existe alta probabilidade que as companhias de cimento vão arregimentar pessoas e alugar ônibus para levá-las ao local. Vamos manifestar nosso apoio pela criação de mais uma Unidade de Conservação! Vamos preservar a Terra! Este caso, que pode parecer isolado, é na verdade mais um: por todo o mundo montanhas são explodidas e florestas desmatadas. Mas o que parecia ser o desenvolvimento de uma civilização, hoje revela sua natureza destrutiva. Já não da para disfarçar o resultado de nossas escolhas, a destruição está espalhada pela Terra em nome desse suposto desenvolvimento. FAÇAMOS UMA NOVA ESCOLHA: VAMOS PRESERVAR A VIDA!



Local: Escola Classe Ribeirão (no pé do Morro - após a Fercal, DF 205-Oeste, Estrada Vicinal VC-201, comunidade Ribeirão)

Data: 26 de março de 2010 (esta sexta-feira)

Horário: 14:30

Caminho:

A partir do balão do colorado seguir rumo à Fercal por aproximadamente 13 km, onde encontrará um entroncamento logo após a Fercal. No entroncamento virar à esquerda sentido Boa Vista (DF 205 Oeste). Seguindo mais 6 km chegará ao fim do asfalto, após a vila Boa vista. A partir da estrada de terra são mais cerca de 13 km. Virar à direita na placa Ribeirão e seguir até a comunidade Ribeirão, onde se localiza a escola.

domingo, 21 de março de 2010

Laboratório Agrícola dos Incas - Globo Reporter de 19/03/2010

assista ao vídeo em: http://g1.globo.com/globoreporter/0,,MUL1537446-16619,00-CONHECA+O+GRANDE+LABORATORIO+AGRICOLA+DOS+INCAS.html

Nas misteriosas ruínas de Moray, a profundidade chega a 150 metros, mais ou menos a altura de um prédio de 40 andares.

Os incas eram um povo avançado, que construiu cidades como Cusco, a capital dos incas, e ocupou o Vale Sagrado por causa da terra fértil.


Em Cusco, a gente se surpreende o tempo todo com a capacidade, com a inteligência dos incas. Na região, encontramos terraços com degraus gigantescos. E eles têm um motivo. Existe uma diferença de, pelo menos, 10 graus entre a parte mais baixa e a parte mais alta dos terraços.
http://c-ao-cubo.blogspot.com/2008/11/as-batatas-so-cultivadas-no-peru-h-pelo.html
Na parte de cima, é mais frio. E na parte debaixo, mais quente. Segundo os estudiosos, os incas usavam essa diferença de temperatura para testar o plantio de vários tipos de alimentos, para ter sempre uma mesa farta e cada vez mais variada.

Nas misteriosas ruínas de Moray, a profundidade chega a 150 metros, mais ou menos a altura de um prédio de 40 andares. Os terraços foram preenchidos com terra que veio de outro lugar.

O guia Wilian Huampa explica que os incas pegaram a terra do Vale Sagrado para colocar nos terraços. “Não somente do Vale Sagrado. Pode ser de lugares onde eles conheciam se tinham terras mais férteis”, afirma.

Pesquisadores acreditam que os incas construíram um grande laboratório agrícola, com um sofisticado sistema de irrigação. Moray pode ter tido também uso religioso, uma homenagem a Pachamama, a mãe terra. Esse é um impressionante exemplo do conhecimento e da força de trabalho dos incas. Para Wiliam, mais um motivo de orgulho de seus antepassados.

“Eu li muitos livros de história de culturas antigas. E eu acho que uma das culturas que não conheceu fome foi a cultura inca. O inca sempre dizia: você tem que trabalhar”, explica Willian.





sábado, 20 de março de 2010

Convite para Semana da Água 2010

        Caros estudantes;
          o Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos - IBRAM, em comemoração à Semana da Água, convida para o Seminário Água e Cidadania, Visões Múltiplas para um Recurso de Usos Múltiplos a ser realizado entre os dias 22/03 a 24/03 de 2010, na Universidade dos Correios.


O evento contará com a participação de Leonardo Boff e Washington Novaes que discutirão junto com várias outras personalidades a questão da água e suas diversas dimensões.



Na ocasião haverá a solenidade de posse das diretorias dos Comitês de Bacias Hidrográficas do DF e a entrega do Zoneamento do Lago Paranoá.



Veja a programação e a forma de inscrição nos anexos.


Participem!

Instituto Brasília Ambiental - IBRAM
Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente - SEDUMA
SBS Quadra 2, Ed. Maria Parente, 2º subsolo
61 - 3325 6849
61 - 3325 6851
61 - 9221 0786

Fotos da trilha no Cerrado

       Com uma pequena volta pela área do campus pudemos ter uma idéia da riqueza que o Cerrado abriga... Nosso colega João disponiblilizou belíssimas fotos da trilha realizada semana passada, colocarei várias delas no nosso video...

Quem quiser dar uma olhada nelas,
http://picasaweb.google.com/joaovitorballa/

      Salve o Cerrado!!!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Campus Planaltina divulga lista de candidatos selecionados para o Curso de Agroecologia

O Instituto Federal de Brasília divulgou nesta quinta-feira, 18 de março, lista de candidatos para preenchimento de vagas remanescentes do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia.


Após as três etapas do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), nem todos os inscritos efetivaram a matrícula no Campus Planaltina. Agora, as vagas restantes poderão ser preenchidas segundo critérios estabelecidos pelo próprio IFB, que optou por utilizar a lista de classificados no processo seletivo realizado no final de 2009.

As matrículas serão feitas nos dias 18,19,22 e 23 de março, no Campus Planaltina. Para mais informações, entre em contato com a Secretaria Escolar pelo telefone (61) 3905 5408.

LISTA DE CONVOCADOS:


1 ANA CAROLINA DE ABREU BATISTA

2 ANDRÉA COUTO NOGUEIRA PINTO

3 JACSON DO NASCIMENTO SANTOS

4 JEANDRO HOROZINO LEAL

5 JOÃO ELOI DE OLIVEIRA FRADE

6 JULIANA SANTOS OLIVEIRA

7 MARLY VIDAL DE OLIVEIRA

8 MILTON AMAURI BRITO MCHADO

9 NEIDE DE SOUZA VIEIRA

10 OVANDIR MORCELI

11 RONI RUFINO ALVES

quinta-feira, 11 de março de 2010

Terra Madre Brasil 2010

A segunda edição do Terra Madre Brasil será realizada de 19 a 22 de março de 2010, no Complexo Cultural da FUNARTE em Brasília. O encontro será Realizado pelo SLOW FOOD, em parceria com: SDT, FIDA e MINC e com a colaboração de Educação em foco, Instituto Morro da Cotia e REGIONE VENETO

Participarão ao encontro 550 convidados representantes da rede do Terra Madre no Brasil. Durante os quatro dias do evento serão realizadas atividades práticas e de discussão como oficinas da terra (workshops), seminários, debates e conferências, oficinas do gosto, feira e exposição de produtos da agricultura familiar e do “artesanato culinário”.

Veja mais informações:

http://www.slowfoodbrasil.com/


O Slow Food é uma associação internacional sem fins lucrativos fundada em 1989 como resposta aos efeitos padronizantes do fast food; ao ritmo frenético da vida atual; ao desaparecimento das tradições culinárias regionais; ao decrescente interesse das pessoas na sua alimentação, na procedência e sabor dos alimentos e em como nossa escolha alimentar pode afetar o mundo.

COMEÇARAM AS AULAS 2010!!!!

       
          No dia 08/03/2010 começaram as aulas da primeira turma do CST-Agroecologia. A turma foi recebida com muita expectativa pela equipe do campus Planaltina, que apresentou o curso e as estruturas do campus para os estudantes. 


        A recepção contou a presença do Reitor do IFB Aléssio Trindade de Barros e da Diretora do campus Planaltina Ivone Maria Elias Moreyra, e também com apresentações artísticas (teatro e música).


         O colegiado de Agroecologia agradece aos envolvidos na recepeção dos estudantes, que demonstraran-se bastante empolgados com as boas vindas.

terça-feira, 2 de março de 2010

Educação do Campo e suas contribuições para o nosso curso de Agroecologia

       No dia 24/02/2010, assistimos a apresentação do curso de Licenciatura em Educação do Campo, com  as profesoras Lais Mourão e Anna Isabel da Faculdade UnB de Planaltina. O curso é uma graduação que forma professores do campo para o campo, e que tem como objetivo reverter o esvaziamento cultural e populacional do campo, por meio da formação de sujeitos capazes de produzir conhecimentos significativos para as suas realidades.

     A apresentação deu continuidade para a preparação dos servidores para o ano de 2010, e trouxe elementos que alimentaram o debate sobre qual "escola" queremos, e reforçou a parceria que ja existe entre o IFB e a Faculdade UnB de Planaltina.

    Agradecemos a participação das professoras, e desejamos ampliar cada vez mais esta parceria que nos ensina muito como ser professores transformadores e colaboradores com os povos do campo.

Reunião preparatória para o II Seminário Regional de Agroecologia (DF e entorno)

o dia 23/02/2010 ocorreu a primeira reunião preparatória para o II Seminário Regional de Agroecologia (DF e entorno) na sede da EMATER. Estiveram presentes representantes da EMATER, Ministério da Agricultura e Pecuária, Faculdade UnB de Planaltina, Secretaria de Educação do DF, Escola da Natureza, IFB, Associação de Agricultores Ecológicos do DF, Secretaria de Agricultura do DF e das EMBRAPA CENARGEM e CERRADOS.

Na reunião foi feito o repasse da avaliação do I seminário, realizado em 2008, no qual participaram 314 pessoas além das envolvidas na organização. Após o repasse, foram sugerias comissões e datas para a realização do evento.

O II Seminário ocorrerá em Novembro de 2010, e será uma atividade muito importante para o curso de Agroecologia do IFB, pois servirá de preparação para a participação no congresso brasileiro que ocorrerá em 2011.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

I Seminário de Agroecologia do Instituto Federal de Brasília

           Dia 22/02/2010 ocorreu o I Seminário de Agroecologia do Instituto Federal de Brasília, que teve como objetivo ampliar a reflexão e o debate interno sobre a temática. O seminário faz parte do programa de atividades do Centro Vocacional Tecnológico de Agroecologia e Agricultura Familiar, e foi o pontapé inicial para a capacitação dos servidores no ano de 2010.



           No dia 8 de março de 2010, o campus Planaltina receberá a primeira turma do Curso Tecnologia em Agroecologia. Apesar das aulas ainda não terem começado, também esteve presente um educando do curso de Agroecologia, que participou durante toda a atividade.



          Agradecemos ao educador Francisco Nogueira (chico.nogueira@uol.com.br), da Universidade Federal de Campina Grande (PB), que apresentou os princípios da Agroecologia e metodologias de intervenção e pesquisa com exemplos práticos de sua vida profissional no Bioma Caatinga.