Semente Planaltina

Este blog é destinado aos educandos do Curso Superior de Tecnologia em Agroecologia do IFB,
para a divulgação dos conteúdos das aulas; trabalhos, textos e ações desenvolvidas nas
atividades de ensino, pesquisa e extensão. Também serão publicados textos relacionados
à sustentabilidade planetária.

domingo, 13 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Gestação da parceria entre EFA Padre Bernardo e IFB

Visita à EFA Padre Bernardo


No dia 27 de maio de 2010, um grupo do campus Planaltina, visitou a Escola Família Agrícola de Padre Bernardo-GO. O convite surgiu da vontade de se iniciar uma parceria.


O encontro contou com a presença de 30 colaboradores da EFA, que demonstraram grande interesse e demanda por cursos técnicos executados em parceria e certificados pelo IFB.

A parceria tem grande potencial e é uma excelente oportunidade de atuação para o IFB. A EFA está localizada na sede do assentamento Vereda II Região do Pé de Serra, Município e Comarca de Pe. Bernardo-GO. Existem outros 4 assentamentos ao redor da EFA.


No dia 10 de junho foi realiado um encontro no Campus Planaltina, entre representantes da EFA e os servidores do IFB para esclarecimentos sobre a parceria. O retorno do IFB na EFA ficou agendado para o dia 12 de junho de 2010.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Capacitação de servidores em agricultura orgânica

             De 18 a 21 de maio, os servidores Hamilton Guedes e André Ferreira e William Neres participaram do Curso Avançado de Olericultura Orgânica.
         Estiveram presentes no curso participantes de estados como Amazonas, Sergipe, Bahia, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os participantes tiveram a oportunidade de vivenciar na prática os conceitos de produção orgânica de hortaliças, aliados às modernas práticas de gestão utilizadas na Fazenda Malunga.


CURSO AVANÇADO DE OLERICULTURA ORGANICA - Data: 18/05/2010


Capacitadores:

Eng. Fl. Joe Valle (Fazenda Malunga)
Agr. PhD Carlos Armênio Khatounian (ESALQ – USP)
Eng. Agr. Luiz Geraldo de Carvalho Santos (ENSISTEC).
http://www.malunga.com.br/



terça-feira, 8 de junho de 2010

Grande EMBAÚBA

Mais um vídeo do Globo Reporter, agora sobre a EMBAÚBA:


Embaúba é designação comum a várias espécies de árvores, principalmente do gênero Cecropia, podendo chegar a 15 m de altura. Pertence ao estrato das plantas pioneiras.



 É também chamada de árvore da preguiça, pois seus frutos são alimento preferido por este animal. As embaúbas são árvores leves, pouco exigentes quanto a solo, e muito comuns em áreas desmatadas em recuperação.



 Possuem frutos atrativos a várias espécies de aves, são capazes de se dispersarem rapidamente. Como possuem caule e ramos ocos, vivem em simbiose com formigas especialmente as do gênero Azteca, que habitam no seu interior e que as protegem de animais herbívoros - daí seu nomes castelhanos de hormigo ou hormiguillo.





segunda-feira, 7 de junho de 2010

Semana dos Orgânicos-DF

No dia 28 de maio de 2010, a turma do CST Agroecologia participou do seminário sobre “Transição Agroecológica” promovido pela EMATER, durante a Semana dos Orgânicos.



O objetivo do seminário foi a apresentação da experiência com transição agroecológica em 6 propriedades do DF. Foram apresentadas as propriedades como eram antes e depois, as dificuldades e desafios encontrados no desenvolvimento do trabalho e também os ganhos obtidos para os agricultores. A transição não é uma tarefa simples, pois exige persistência e um olhar sobre todo o agroecossistema e também para a família de agricultores envolvidos.



No evento participaram técnicos da Emater, agricultores e estudantes do curso de Agroecologia do IFB.



Foi apresentado um filme da propriedade do Sr valdir que em menos de dois anos transformou sua propriedade, antes voltada para a monocultura de chuchu, e passou a produzir várias culturas e mudar toda a alimentação da família, gerando renda e buscando o selo para produzir alimentos orgânicos, após se tornar família da experiência com a EMATER.

O seminário levantou diversas questões em relação ‘a viabilidade da agricultura orgânica:



Fiquei maravilhada e achando que é muito fácil ser produtora de orgânicos. Será? E a burocracia? E o capital? Fiquei com muitas perguntas para serem respondidas. Podíamos visitar estas famílias e ver de perto que funciona, que dá certo e que podemos arregaçar as mangas . (Zélia Teresinha Ghisleni, educanda do CSt Agroecologia).

Contribuições de Zélia e Professora Vânia.

domingo, 6 de junho de 2010

Agroecologia na Caatinga - Globo Ação

Para quem não assistiu ou quer ver novamente, excelente programa mostrando iniciativas agroecológicas na Caatinga.

http://g1.globo.com/acao/noticia/2010/06/conheca-peculiaridades-da-caatinga-bioma-unico-no-mundo-que-so-existe-no-brasil.html

Edição do dia 26/06/2010




01/06/2010 16h26 - Atualizado em 02/06/2010 15h52

Conheça as peculiaridades da caatinga, bioma único no mundo, que só existe no Brasil
Projetos implantados no semi-árido mostram que é possível integrar o homem e a natureza.

A caatinga é o bioma mais explorado no Brasil desde a chegada dos portugueses. Corresponde a quase 10% do território nacional e é dono de um ecossistema rico e pouco conhecido.

Sertão de Pernambuco, região do Araripe, a caatinga está em flor. Com as chuvas do início do ano, a vegetação renasceu.

Mas durante um período entre sete e nove meses, a caatinga convive com a seca. Os dias são mais quentes, a água desaparece e a vegetação muda de cor.

A caatinga é um dos biomas menos conservados do Brasil. A ação do homem já alterou 80% da vegetação original.

Projetos implantados no semi-árido mostram que é possível integrar o homem e a natureza. Um exemplo é a agrofloresta do seu Adão.

A propriedade é uma das doze da região do Araripe que adotam as técnicas ensinadas pela ONG caatinga.

A produção é orgânica: a adubação é natural e não se usa agrotóxicos. Aqui também foi abolida a prática de pôr fogo na terra.

Para resistir ao período seco, a lição número um é estocar. Na terra fica a reserva de alimento para os animais.

O desenvolvimento de tecnologias garante o direito a ter acesso à água. Aqui, a água da chuva é armazenada num grande reservatório. Em casa, a família também tem uma água da chuva guardada.

Para o sertanejo, a água é o bem mais precioso.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

VESTIBULAR AGROECOLOGIA 2010-2

Abertas as inscrições para Cursos Técnicos e Superiores


A partir de 31 de maio - segunda-feira - estarão abertas as inscrições para o Vestibular dos Cursos Superiores e para a Seleção dos Cursos Técnicos do Instituto Federal de Brasília.

As inscrições vão até o dia 18 de junho para os cursos superiores e até o dia 15 de julho para os cursos técnicos.

No próximo semestre serão oferecidos cursos nos cinco campi da instituição. Os cursos são:

Campus Brasília
Licenciatura em Dança - Superior - Diurno* - 30 vagas

Campus Gama
Técnico em Logística - Subsequente - Noturno - 40 vagas

Campus Planaltina
Tecnológico em Agroecologia - Superior - Diurno* - 30 vagas
Técnico em Agropecuária - Subsequente - Vespertino - 40 vagas
Técnico em Agroindústria - Subsequente - Matutino/Vespertino - 40 vagas

Campus Samambaia
Técnico em Reciclagem - Subsequente - Noturno - 40 vagas

Campus Taguatinga
Técnico em Comércio - Subsequente - Noturno - 40 vagas
Técnico em Manutenção e Suporte em Informática - Subsequente - Noturno - 40 vagas


* As aulas da Licenciatura em Dança serão preferencialmente concentradas no período matutino e as aulas do Curso Superior Tecnológico em Agroecologia serão preferencialmente concentradas no período vespertino.

A seleção para os cursos superiores será feita por meio de vestibular, com provas objetivas e de redação. A taxa de inscrição é de R$30,00. Será oferecida isenção aos candidatos que tiverem cursado o Ensino Médio integralmente em escola pública e aos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal - CadÚnico.

A Licenciatura em Dança ainda contará com uma Prova de Aptidão com os primeiros colocados no somatório das provas objetivas e de redação.

Os cursos técnicos selecionarão seus candidatos por meio de um sorteio a ser realizado no final de julho em cada campus do Instituto. Para cursar o técnico subseqüente é necessário ter concluído o Ensino Médio ou equivalente.

Confira os editais:

Arquivos

Edital Vestibular IFB 2010_02

Edital Seleção Cursos Técnicos IFB 2010_02
http://www.ifb.edu.br/